Storytelling

Storytelling: O que é e como ajudar os seus conteúdos

As pessoas desde muitos anos foram e continuam sendo movidas por histórias, mas somente por aquelas que conseguem comover, engajar e reter atenção. Dessa forma, o ato de contar alguma história vai além de uma atividade lúcida, é capaz de ampliar a imaginação e de despertar em alguém uma experiência de interação. Ficou curioso? Confira nessa publicação o que é storytelling no Marketing e como ele pode te ajudar na criação de conteúdo.



Afinal, o que é Storytelling?

Em toda a história da humanidade, o cérebro nunca teve que processar e digerir tantas informações como hoje. E, no meio de tudo que vem acontecendo, é importante idealizar formas para se destacar. E o storytelling veio exatamente para isso, uma estratégia poderosa de conteúdo, que tem o poder de humanizar as marcas, e o melhor, gerar uma identificação. Ou seja, é a arte de contar histórias. No entanto, não se diz a respeito de contar uma simples história, ou um “faz de conta”. É algo que venha fazer parte da trajetória de vida e que, de alguma forma, possa promover uma conexão emocional com quem está do outro da tela, permitindo que o conteúdo entregue se torne mais relevante e interessante.


Dessa forma, essa estratégia de contar histórias pode ser feita por quem criou a marca ou por alguém que colabora na empresa, e com isso, pode ser apresentado a jornada da marca, um recorte da rotina, um contexto referente alguma opinião e crítica, algum fato específico que aconteceu e gerou alguma consequência, sendo ela boa ou ruim e contar as experiências dos clientes com os produtos e serviços.


Hoje, com tanta concorrência, as marcas precisam criar histórias de verdade e que venham se conectar, para que, a longo prazo, a imagem da marca seja construída com confiança e honestidade. Sem dúvidas, o storytelling é a forma mais eficiente de gerar conexão e interatividade com a comunidade, e o modo mais viável em relação a humanizar o perfil de uma merca, e é por isso que grandes empresas já adotaram essa estratégia, e seu uso é essencial. Sendo assim, como deve ser usada, então? Seu uso serve para apresentar a marca, para anunciar uma mudança importante em algum projeto, contribuindo para reafirmar e reforçar os valores da marca, e agregar valor no que a empresa exerce no mercado.


Como ajudar seus conteúdos e fazer um storytelling eficiente?

Agora que você já entendeu sobre o que é um storytelling e como ele é usado para humanizar a marca, ficou mais fácil para compreender como essa estratégia é viável e o quanto ela pode ajudar na criação dos seus conteúdos. Utilizar essa poderosa ferramenta pode contribuir e tanto para os negócios digitais, pois ela é capaz de gerar conhecimento, contextualizar, fazer projeções, envolver, estabelecer valor, conexão e engajamento, como também mudar as percepções.


De alguma forma, o ato de contar uma história faz com que quem está lendo ou ouvindo possa assimilar os dados fornecidos de um jeito mais fácil, ou seja, isso contribui para que as pessoas retenham um conhecimento maior e aprofundado do assunto proposto em um curto tempo, promovendo a satisfação. Através da contextualização, é possível ter menos resistência e criar uma situação a qual a audiência fique com sua atenção plena e esteja voltada totalmente para a mensagem que está sendo transmitida, dessa forma, cada pessoa poderá se projetar na história, gerando identificação.


Quando uma história é contada, as pessoas se envolvem mais, elas dedicam seu tempo e mostram um maior interesse e intimidade. Consequentemente, o estabelecimento de um valor é gerado para a marca e ela se torna referência dentro do seu nicho.


Criando um storytelling eficiente

Primeiramente, antes de criar um storytelling, tenha em mente qual a relação que você quer ter com seus clientes, qual a melhor forma que você pode ajudá-los, que tipo de mensagem você deseja transmitir e como isso pode impactar na vida das pessoas. Tendo esses questionamentos, se torna mais fácil estabelecer uma história bem contada e que venha gerar para sua marca conexões, identificações e o melhor, despertar as emoções. Vamos para a prática:


  • Tenha uma mensagem para passar: Qual o motivo para você estar contando essa história? Ela deve ter um significado, ser transformadora e proporcionar sentimentos.

  • Estruture sua mensagem: Antes de começar a escrever, anote os tópicos. Isso contribui para guiar a sua redação e seguir uma ordem lógica.

  • Contextualize: Não deixe que seu público leia sua história e fique perdido na narrativa. Então, saiba contextualizar os acontecimentos de forma clara e objetiva.

  • Use um tom de voz coerente: Para poder gerar uma identificação no seu público, escreva a história em um tom de voz coerente com sua audiência.

  • Seja autêntico: Você não precisa seguir fórmulas prontas para poder contar a sua história, apenas seja autêntico e verdadeiro com o que está entregando ao seu público.


Quando o storytelling é bem estruturado e organizado, a marca consegue garantir grandes resultados, seu conteúdo se torna mais interessante, impactante, e seu público se sente mais confortável em poder consumir os produtos e serviços. Não deixe de utilizar essa estratégia!