O CRM e o Marketing Digital

Sem dúvidas, o comércio digital vem crescendo cada vez mais, devido à sua praticidade e facilidade de compra, onde o próprio consumidor possui a liberdade de navegar pela loja e efetuar seu pedido a qualquer momento, sem restrições de dias e horários.

Por conta disso, muitos empreendedores passaram a investir nos meios digitais e com isso, diversas estratégias passaram a complementar o marketing digital de cada uma das empresas. Um grande exemplo, é o CRM.

Deseja saber mais sobre o assunto? Não deixe de prosseguir com a leitura!



O que é CRM?

O CRM (Customer Relationship Management) nada mais é do que um sistema de gestão completa em torno do processo de vendas. Nele, o cliente é visto como foco principal e centro das ações, fazendo com que a ferramenta busque centralizar todas as informações que rondam seus consumidores e o contato que a marca tem com cada um dos compradores.


CRM de marketing x CRM de vendas

Quando o assunto gira em torno desse sistema, é preciso realizar a separação entre dois termos que geram muita confusão, o CRM de Marketing e o de Vendas. Entenda melhor sobre eles:

O sistema de Marketing é também muito conhecido por plataforma de automação de marketing, tendo em vista que ele é totalmente voltado aos meios de atração de clientes e leads. Esse modelo é repleto de funcionalidades, que podem variar entre publicação de posts nas redes sociais, e-mail marketing, relatórios e muitas outras.

Já o de Vendas é o modelo que auxilia no aumento de vendas da empresa. É um software voltado para o processo comercial, que normalmente é realizado após a criação de um relacionamento com o consumidor. Suas funções podem variar entre cadastro de clientes, criação de funis e leads.


Benefícios do CRM

A plataforma pode oferecer diferentes tipos de benefícios para o seu negócio. Veja quais são eles:


1 – Centraliza as informações:

Quando a sua empresa está em fase de crescimento, torna-se essencial manter uma central de informações. Assim, é possível que os colaboradores consigam lidar com vários clientes sem perder a qualidade de atendimento. Além disso, os dados ficam disponíveis para todos os funcionários do setor ao mesmo tempo, assim não há falhas na comunicação;


2 – Alinha todas as equipes:

Como dito anteriormente, a troca de informações é necessária, mas com um sistema de gestão ela passa a não depender somente da comunicação humana, que muitas vezes, pode gerar falhas. Dessa forma, a plataforma alinha diferentes setores e não deixa dados a desejar;


3 – Antecipa a demanda:

Por conta do histórico de compras de um determinado cliente, torna-se muito mais fácil atender as necessidades dele sem ele ao menos solicitar. Assim, a empresa se mostra de confiança e principalmente, como solução;


4 – Otimiza tempo:

Com todas as informações à disposição de maneira organizada, o tempo passa a ser um aliado dos funcionários. Além disso, é possível automatizar tarefas e acelerar o trabalho de forma totalmente eficiente.


4 tipos de dados para ter em seu CRM

Existem diferentes dados que podem ser armazenados em um sistema CRM. Contudo, listaremos aqui os principais:


1 – Dados de identidade:

São aqueles que visam melhorar a identificação de cada cliente e seus contatos, como nome, endereço, e-mail, telefone, mídias sociais, data de nascimento e outros;


2 – Dados descritivos:

Incluem o estilo de vida do cliente. Assim, é possível realizar contatos mais pessoais e ainda por cima, oferece uma visão ampla. Por exemplo, detalhes sobre a carreira, educação, família e interesses gerais;


3 – Dados quantitativos:

Como o próprio nome indica, são aqueles que envolvem números e quantidades. As informações podem variar entre quantas compras o contato fez, os valores gastos, a frequência com que o cliente visita seu site e muitas outras coisas;


4 – Dados qualitativos:

São aqueles que visam informar sobre as atitudes, comportamentos e motivações do seu contato em torno de suas decisões de compra. Normalmente, esses dados são obtidos através de feedbacks e pesquisas.


Dicas para usar o CRM em sua estratégia

Agora que você está por dentro do assunto, nada mais justo do que adquirir algumas dicas de como utilizar o CRM em sua estratégia de marketing digital, não é mesmo? Confira:


1 – Crie uma cultura com foco no cliente:

Como o CRM é algo voltado ao cliente, a sua estratégia também precisa ter o mesmo intuito. Foque nas necessidades dos consumidores e não nos recursos dos produtos;


2 – Acompanhe a jornada de compra:

A jornada nada mais é do que todo o processo que um potencial cliente percorre até, de fato, comprar o seu produto. Então, com o CRM, é possível avaliar todas as etapas, o comportamento do consumidor e os canais que ele acessa;


3 – Encontre maneiras para aumentar a receita:

Devido ao CRM ser uma grande fonte de informações em torno dos hábitos e preferências de seus clientes, é possível encontrar maiores oportunidades de lucro.


Conclusão

Se você deseja facilitar o seu ambiente de trabalho e todos os processos empresariais que estejam ligadas ao cliente, você, sem dúvidas, deve apostar em um CRM!